Anvisa proíbe fabricação de sete produtos para cabelos

Nessa segunda-feira (16) a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), determinou a proibição de sete pomadas modeladoras para cabelos, devido ao descumprimento de normas sanitárias vigentes, inclusive, algumas já tinham sido suspensas do mercado por causa de decisões anteriores. Desta forma, as empresas não poderão mais fabricar esses produtos. No ano passado, a Anvisa já tinha emitido um alerta sobre relatos de efeitos adversos nos olhos provocados por cosméticos usados para modelar e trançar os cabelos.

Em comunicado, o órgão afirmava ter “recebido informações sobre relatos de casos de efeitos indesejáveis supostamente ocasionados por produtos para trançar/modelar os cabelos”. “Cegueira temporária foi um dos efeitos indesejáveis notificados à agência. Uma vez que esses produtos, após aplicados, podem permanecer por horas ou dias nos cabelos, faz-se necessário um cuidado especial com os olhos, buscando sua proteção, quando os cabelos entrarem em contato com água”, dizia o comunicado.

A Anvisa também alerta que é importante que os consumidores fiquem atentos às recomendações de uso e às advertências contidas nos rótulos das embalagens de produtos para modelar cabelos.
Lista das empresas que estão proibidas de fabricar definitivamente os produtos:
• Pomada modeladora para tranças anti-frizz Be Black, da empresa Cosmetic Group Indústria e Comércio de Cosméticos Eireli.

• Pomada Black – Essenza Hair e Pomada Modeladora para Tranças Boxbraids (Fixa Liss), ambas da Evolução Indústria de Cosméticos Ltda – Me
• Pomada Braids Tranças Poderosas Esponja Magic, da Microfarma Indústria e Comércio Ltda
• Rosa Hair – Pomada Modeladora – Mega Fixação 150g, da Morandini Indústria e Comércio de Cosméticos Ltda – Me
• Pomada Modeladora Master Fix Black Ser Mulher, da Supernova Indústria Comércio e Serviços Ltda